top of page
  • Anefac A

Luciana Bacci assume vice-presidência de governança da ANEFAC


Com especialização em compliance, finanças, contabilidade e controladoria e pós-graduação em administração de empresas e graduação em análise de sistemas e processamento de dados, Luciana Bacci é a nova vice-presidente de Governança da ANEFAC. Ante de assumir o cargo, ela foi diretora executiva e vice-presidente na área.


“É uma grande honra em todos os sentidos, quer seja pelo aprendizado com os demais executivos que compõem a diretoria da ANEFAC, assim como pela oportunidade de compartilhar minha experiência sobre o tema. Representa uma grande responsabilidade ajudar a entidade a cumprir sua missão de desenvolver e disseminar conhecimento, focado na área de Governança Corporativa que, no final do dia, incorpora todas as áreas que compõem uma companhia”, diz Luciana.


Hoje é visivelmente reconhecido que a maturidade da governança é fator preponderante para determinar o sucesso ou o fracasso das companhias e, neste sentido, para Luciana, o papel da VP de Governança Corporativa é compartilhar com a diferentes stakeholders os principais desafios e as oportunidades associadas a governança, assim como os mecanismos para fortalecer os princípios associados a transparência, prestação de contas, equidade e responsabilidade corporativa para cada um dos seus fundamentos. “Além disso, temos a função de aperfeiçoar as práticas de governança na própria ANEFAC, com um olhar atento nos processos que podem ser melhorados”, explica.


Entre os planos para a vice-presidência, ela conta que as iniciativas seguirão os modelos adotado pela própria ANEFAC e os canais como o Conecta ANEFAC, Educa ANEFAC, o podcast e a revista digital. “Temos um planejamento para o segundo semestre com a participação de todos os associados da VP de Governança. Nossa meta é contribuir nas publicações mensais do blog da entidade disseminando artigos sobre as principais temáticas da governança corporativa”, avalia Luciana.


Vale lembrar que as temáticas em governança são infinitas e moldadas ao cenário atual e futuro. Neste sentido, agora é apropriado discutir os impactos da inovação, a gestão de talentos, os programas de ética e integridade, o gerenciamento de riscos dentre outros. Ao finalizar, ela pontua que outras temáticas, que impactam fortemente na performance da governança, são as questões referentes ao conflito de interesse e a cultura organizacional.


74 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page